Álbum de família, 2015

Lápis de cor, aquarela e impressões fotográficas s/ papel adesivo transparente s/ páginas do livro História do Brasil 1530-1627 de Frei Vicente de Salvador.

26,5 x 650 cm

  Uma seleção de 32 páginas do livro "História do Brasil: 1500 - 1627", escrito pelo Frei Vicente do Salvador, nas quais realizei desenhos com lápis de cor e aquarela e colagens de impressões fotográficas de fotos encontradas em um álbum de fotografia familiar.

  Este trabalho parte do meu interesse pela invenção e pela narrativa, entendo que, ao contar ou escrever uma história, lido a todo momento com a possibilidade do “falso”. “É uma potência do falso que substitui e destrona a forma do verdadeiro, pois ela afirma a simultaneidade de presentes incompossíveis, ou a coexistência de passados não necessariamente verdadeiros” (DELEUZE, 2005: 161). Ao sobrepor fotos e desenhos sobre uma história de um livro de História do Brasil, estou retomando um passado que está sujeito ao que o livro conta somado ao que quero contar. Desse modo, entendo que nenhuma dessas duas narrativas são verídicas (as do livro e as das fotos e as dos  desenhos) e não tem como o ser, porque a apreensão não é totalizante. É sempre a apreensão de uma parte que retomam passados não necessariamente verdadeiros, mas não menos possíveis. “... todos esses mundos pertencem ao mesmo universo e constituem as modificações da mesma história. A narração não é mais uma narração verídica que se encadeia com descrições reais (sensório-motoras). É a um só tempo que a descrição se torna o próprio objeto, que a narração se torna temporal e falsificante. ” (DELEUZE, 2005: 161) 

1/4